Arquivo

Archive for the ‘dicas’ Category

O “Oba Oba” das novas tecnologias – Quais tecnologias são mais adequadas para a minha solução?

javascript-frameworks-500

Estão crescendo cada dia mais as opções de tecnologias e ferramentas. Então vem a seguinte questão: “Quais tecnologias as empresas devem utilizar para o desenvolvimento dos seus produtos?”.

Essa é uma pergunta bem difícil de responder e a resposta genérica é: “Existe uma solução para cada caso”.

Os desenvolvedores em geral dividem-se em dois grupos para responder essa questão: Os que tem ansiedade de novos desafios, com tecnologias emergentes e os especialistas, com tecnologias que já tem conhecimento profundo.

Nenhuma das duas abordagens está incorreta. Trabalhar com uma tecnologia que se tem muito conhecimento adquirido reduz o custo do projeto na maioria dos casos, mas existem tecnologias emergentes que tem largas vantagens em relação as já conhecidas.

Se existe esse paradigma, então o que deve ser utilizado? Eu acredito que as tecnologias devem ser propostas pelos desenvolvedores, mas devem ser escolhidas pelo Gerente do Projeto.

O responsável pelo projeto deve levar em consideração a maturidade da tecnologia, manutenibilidade, escalabilidade, valor hora médio de mercado.

A maturidade da tecnologia pode ser medida pela quantidade de documentação disponível, velocidade de atualização, velocidade de depreciação. Ainda é pertinente levar em consideração se a tecnologia possui uma comunidade ativa para ajudar em problemas que possam ocorrer, isso em tecnologias Open Source e para tecnologias proprietárias, se deve verificar se o suporte atende com velocidade suficiente para ter aderência ao projeto.

Quanto a documentação, ela deve ser clara e possuir a abrangência necessária.

A velocidade de atualizações da tecnologia deve ser analisada por dois critérios:

– Qual o motivo da atualização? Erros? Ou Melhorias? E

– Como a atualização da versão da tecnologia afeta o projeto?

Muitas atualizações por motivo de erro indicam que a tecnologia não está madura para ser utilizada em um projeto.

Ao trocar a versão da tecnologia o custo deve ser baixo para adequação ao produto. Caso contrário se torna um risco, pois melhorias das novas versões não são integradas no projeto e o produto acaba ficando estagnado em uma versão sem suporte da tecnologia.

O sucesso do projeto depende de forma significativa das tecnologias envolvidas. Uma escolha ruim, pode atrasar ou acabar com um projeto. É importante gastar um tempo escolhendo as tecnologias adequadas à solução.

Espero ter ajudado!

Obrigado por ler.

Categorias:dicas, gerência Tags:

JBoss não inicia utilizando o plugin do Eclipse – TimeOut

Mais uma dica na categoria problemas do cotidiado.

Geralmente ao utilizar o plugin de inicialização do Servidores de Aplicação dentro do Eclipse acontece um erro de TimeOut, esse erro pode ocorrer por alguns motivos, mas os pricipais são:

– Ao inciar o servidor de aplicação é necessário iniciar todas as aplicações que estão deployed dentro dele e isso requer, as vezes, um tempo maior que o configurado dentro do plugin. Isso pode gerar o erro de timeout.

Solução: Nesse caso configure a aba Timeouts “Start in seconds” para um valor maior.

– Ao iniciar o servidor JBoss embora não exiba nenhum erro de Deploy ele não inicia e após um período o eclipse exibe uma excessão de Timeout.

Solução: Esse erro geralmente ocorre quando o Tomcat interno utilizado no JBoss está utilizando um porta diferente da configurada dentro do Eclipse. Para equalizar as portas modifique ou equalize com a porta configurada no arquivo “\jboss-4.0.5.GA\server\default\deploy\jbossweb-tomcat55.sar\server.xml” HTTP port.

Categorias:dicas Tags:

JBoss Server – Port 1099 Already Bound Error.

Vou começar a postar sobre alguns erros comuns que ocorrem no cotidiano para ajudar a todos a solucionar esses problemas operacionais.

Se ao tentar inicializar o Servidor de aplicação JBoss você pegar um erro dizendo “Port 1099 already bound”, isso significa que a porta já está em uso por outra aplicação. Normalmente as aplicações que usam essa porta podem ser o Firefox ou MSN/Yahoo Messenger. Você pode parar essas aplicações e tentar iniciar o Servidor novamente. Se obtiver sucesso você pode iniciar novamente essas aplicações, pois elas sabem utilizar portas alternativas para inicializar os serviços.

Um comando interessante no windows para saber qual aplicação utiliza qual porta, utilize o DOS e rode o comando.

netstat -b

Outro motivo para gerar o problema é o Servidor já estar iniciado ou ter algum outro serviço utilizando essa porta. Nesse caso você pode alterar a porta no arquivo “\jboss-4.0.5.GA\server\ports-bindings.xml”.

Espero ter ajudado.

Categorias:dicas Tags: